Tecnologia

Cibersegurança: como melhorar a proteção do seu negócio no digital

5
(2)

O universo dos serviços e plataformas digitais vem crescendo em um ritmo acelerado nos últimos anos. Fruto da transformação digital pela qual passa o mundo, a tendência de uso dos meios eletrônicos para as mais diferentes finalidades se reafirma a cada dia, mostrando todo o potencial que o segmento apresenta.

Contudo, junto dos benefícios e facilidades que os meios digitais oferecem, somam-se também os riscos existentes nesse formato de atuação, aumentando a discussão em volta do tema da cibersegurança. Hoje, empresas lidam com uma grande quantidade de dados sensíveis, inclusive de terceiros, e a segurança digital torna-se uma preocupação cada vez maior.

Nesse sentido, por exemplo, a publicação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais vem de encontro a essa realidade, exigindo dos negócios uma postura ainda mais coesa e responsável no tratamento de dados pessoais de terceiros.

Diante da importância e contextualização desse tema, preparamos este artigo para tratar da cibersegurança, mostrando como você pode agir para otimizá-la no seu negócio digital. Confira!

A adequação à LGPD e a importância dos dados da sua empresa

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), publicada em dezembro de 2018 e com previsão de entrada em vigor revista recentemente para maio de 2021, prevê um conjunto de mudanças no que se refere à forma como pessoas físicas e pessoas jurídicas utilizam os dados pessoais de usuários em suas atividades cotidianas.

Com o objetivo de conferir uma proteção ainda maior aos direitos fundamentais de liberdade e privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural, a LGPD impõe, principalmente às empresas, uma série de diretrizes e limitações no tratamento de dados de terceiros, de acordo com alguns fundamentos básicos, como:

  • o respeito à privacidade;
  • a autodeterminação informativa;
  • a inviolabilidade da intimidade, da honra e da imagem, entre outros.

Além disso, com a entrada em vigor da norma, as atividades de tratamento de dados deverão observar a boa-fé, além de princípios importantes, como:

transparência: garantia, aos titulares, de informações claras, precisas e facilmente acessíveis sobre a realização do tratamento e os respectivos agentes de tratamento, observados os segredos comercial e industrial;

segurança: utilização de medidas técnicas e administrativas aptas a proteger os dados pessoais de acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas de destruição, perda, alteração, comunicação ou difusão;

prevenção: adoção de medidas para prevenir a ocorrência de danos em virtude do tratamento de dados pessoais.

Diante do novo panorama da proteção de dados imposto pela LGPD, os negócios precisarão se adaptar às prescrições da lei, evitando assim penalidades e transgressões aos direitos dos usuários. Nesse ponto, a cibersegurança ganha destaque.

Na atualidade, o tema da segurança digital precisa ser encarado como prioridade, uma vez que muitas das violações à integridade e à confidencialidade dos dados ocorrem em razão de falhas e brechas na gestão da informação, seja por rupturas em sistemas internos, seja por falta de treinamento e orientações dos profissionais que manuseiam dados sensíveis de terceiros dentro da empresa.

Os cuidados com a cibersegurança da sua empresa

Destacados os impactos que a LGPD trará para as empresas em relação ao uso e ao manuseio de dados de usuários, é preciso elencar também quais ações podem ser adotadas pelos negócios, especialmente os digitais, para que a segurança da informação seja reforçada em suas atividades.

A seguir, listamos alguns dos cuidados com a cibersegurança que precisam ser observados pelas empresas, garantindo assim a proteção dos direitos dos seus clientes e a integridade das suas operações. Confira!

Utilizar criptografia

A criptografia de dados é um dos conceitos mais importantes quando o assunto envolve cibersegurança. Na prática, a utilização de avançados protocolos de encriptação pelos negócios garante uma comunicação mais segura entre o dispositivo do cliente e os servidores da empresa, embaralhando os dados que trafegam entre esses elos, impedindo assim que hackers, por exemplo, possam ter acesso às informações.

Hoje, a criptografia é um dos recursos mais comuns no contexto da segurança da informação, dada a sua grande eficiência na proteção de dados, especialmente em negócios que atuam a partir de plataformas digitais, como e-commerce.

Aplicar o Certificado SSL

A Certificação Digital também tem uma grande relevância no cenário da cibersegurança. A exemplo, a utilização do Certificado SSL/TLS desponta como uma das principais medidas de proteção que podem ser aplicadas por negócios digitais.

O certificado SSL/TLS tem a função primordial de autenticar a identidade de uma página na Internet, garantindo que se trata de um domínio verídico e de propriedade de quem se diz ser. Além disso, o certificado SSL/TLS ainda tem a função de criptografar a comunicação de dados feita com o servidor, garantindo uma navegação segura e eliminando o risco de acesso desautorizado ao conteúdo eventualmente inserido na página.

Com isso, a empresa consegue não só aprimorar a segurança para o seu site e para os dados dos seus clientes, mas a sua própria imagem, evitando que criminosos utilizem sua marca em páginas falsas, por exemplo.

Estabelecer uma política de segurança interna

Embora os recursos físicos e de tecnologia da informação tenham uma grande importância para a cibersegurança, é necessário destacar também o papel das políticas internas de proteção. Nesse sentido, ações de caráter preventivo, como a orientação e treinamento de colaboradores, também precisam ser desenvolvidas.

Ou seja, o negócio precisa dispor de uma política clara e objetiva de cibersegurança, na qual se defina regras, comportamentos e boas práticas a serem seguidas com o objetivo de garantir a integridade dos sistemas e do banco de dados do negócio.

Por exemplo, deve-se instruir funcionários sobre as ameaças à segurança, limitar o acesso a determinados serviços e sistemas, orientar sobre os riscos de compartilhamento de senhas, entre outras ações.

Utilizar assinaturas digitais

Somada às demais medidas, destaca-se ainda a utilização da assinatura digital, sobretudo em negócios que dependem da troca de documentos importantes com seus clientes. A exemplo, em empresas que dependem de um alto rigor e segurança em contratos de compra e venda, a assinatura digital é uma ferramenta altamente robusta e confiável para se garantir a autenticidade dos atos praticados eletronicamente.

A partir dessa tecnologia, é possível assinar contratos eletrônicos, enviar e receber documentos em formato digital, validar acesso em plataformas de dados restritas e solicitar serviços, inclusive junto ao governo, com total segurança e validade jurídica.

Assim, atesta-se a identidade das partes envolvidas por meio da utilização do Certificado Digital no padrão ICP-Brasil. Dessa forma, se elimina o risco de fraudes e outras rupturas à segurança do negócio que podem ocasionar graves prejuízos.

Por fim, como foi possível perceber, o tema cibersegurança está intimamente conectado à realidade dos negócios atuais. Especialmente no cenário dos negócios digitais, essa é uma questão ainda mais sensível, dados os riscos existentes na utilização de plataformas e serviços via internet.

Muito mais do que apenas atender às exigências legais, como a LGPD, investir em segurança da informação é uma maneira de crescer no mercado, reforçando o compromisso com o cliente, seus dados e seus direitos.

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe nas suas redes sociais e espalhe informação para mais pessoas!

O quanto este post foi útil para você?

Clique nas estrelas para avaliar!

Nota Média 5 / 5. Contagem de Votos 2

Nenhum voto ainda, que tal começar?

Que pena que você não gostou.

Ajude-nos a melhorar o conteúdo do blog

Diga, como podemos melhorar nosso post?

Etiquetas
Mostrar mais

Valid Certificadora

Especializada em serviços digitais de confiança, identificação, acesso e autenticação. Somos Autoridade Certificadora emissora de certificados digitais ICP-Brasil e Internacionais.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
%d blogueiros gostam disto: