Empreendedorismo

O que é chargeback e por que você deve combatê-lo?

0
(0)

O que é chargeback e por que você deve combatê-lo?

A cada dia que passa as pessoas estão ficando cada vez mais imersas no universo digital. Com isso, os hábitos de consumo passaram a acompanhar essa tendência e, atualmente, as compras pela internet apresentam um crescimento constante. No entanto, à medida que a popularidade do e-commerce ganha forças, as preocupações com a segurança e os altos índices de chargeback também crescem e chegam a causar prejuízos milionários para muitos empreendedores do setor.

Mas você sabe o que é chargeback e por que é preciso combatê-lo? Descubra porque essa prática tem tirado o sono de milhares de lojistas do comércio eletrônico e o que é preciso fazer para minimizar os danos dessas ações no e-commerce.

O que é chargeback

De maneira resumida, o chargeback é um método de proteção oferecido ao consumidor que realiza compras através de cartão de crédito ou débito. Com ele, o cliente pode contestar uma operação que não reconhecer, cancelar o pedido e receber o estorno do valor pago pela compra.

Quando isso acontece, os lançamentos são automaticamente anulados e o lojista deve arcar com o prejuízo gerado pela transação. Embora seja um método para proteger o consumidor, atualmente os principais motivos de chargeback estão ligados a alguma fraude transacional. Entre elas, as mais comuns são:

Fraude por roubo

Acontece quando uma compra é feita com dados de um cartão de crédito roubado ou clonado, obviamente, sem a autorização do titular do cartão. Nesse tipo de fraude, o lojista é quem assume os prejuízos da transação, na maioria das vezes, depois que o proprietário do cartão descobre o golpe e entra com ação de cancelamento.

Auto-fraude

Muito comum no comércio eletrônico, esse modelo de fraude consiste no ato do próprio titular do cartão que, após efetuar a compra, liga para a administradora e solicita o cancelamento, afirmando não reconhecer a aquisição. Nesses casos, não é possível afirmar com certeza se o cliente agiu de má-fé, mas, na maioria das vezes o pagamento é estornando e ele ainda fica com o produto. O lojista, mais uma vez, arca com todo o prejuízo da operação.

Fraude por terceiro

Acontece quando uma terceira pessoa, amigo ou familiar do titular do cartão, efetua a compra sem que o proprietário tenha conhecimento. Esse é um tipo de fraude que não necessariamente implica em má-fé da pessoa que realizou a compra. Isso não impede, no entanto, que o prejuízo financeiro fique com o lojista, já que na grande maioria das vezes a compra é recusada pelo titular e o valor é estornado.

Em todos os casos, sempre que o cliente não reconhecer ou afirmar não reconhecer uma compra, o valor da venda é imediatamente estornado. Quando isso ocorre, quem tem de arcar com as perdas financeiras é sempre o empreendedor.

Impactos do chargeback sobre seu negócio

O prejuízo financeiro é o principal impacto negativo que o chargeback pode trazer para qualquer lojista do comércio eletrônico e também o mais grave. Por ser cada vez mais frequente nesse meio, as fraudes já estão se tornando um dos principais motivos para que empreendedores decidam fechar as portas do seu e-commerce.

As administradoras de cartão de crédito depositam no lojista toda a responsabilidade pelos riscos da operação, incluindo os chargebacks. Isso faz com que os empresários fiquem expostos tanto aos fraudadores especializados em aplicar golpes na internet com cartões roubado, como aos consumidores que agem de má-fé ao realizar uma compra e depois alegar que não reconhecem o pedido para receber o estorno.

No entanto, como se a lesão das fraudes já não fosse ruim o suficiente para o empreendedor, ele ainda pode ter que arcar com outros prejuízos e até mesmo ser negativado pela administradora de cartão. Essa situação pode acontecer quando uma loja virtual tem uma grande recorrência de vendas recusadas e não há um saldo de vendas suficiente para que a operadora reponha os valores estornados ou até mesmo sacados pelo lojista.

Isso faz com que o empreendedor torne-se inadimplente junto às operadoras e passe a receber notificações, multas severas e até mesmo uma punição de US$ 200 por cada novo chargeback. É exatamente nesse momento que muitos deles optam em encerrar as operações. Diante dessa realidade, cabe ao lojista proteger-se para minimizar os riscos que o chargeback pode trazer ao seu negócio.

Como evitar o chargeback

Investir na segurança da sua loja virtual é indispensável para evitar o registro de altos índices de chargeback, que podem comprometer toda a sua operação. Existem diversas boas práticas que o empreendedor pode aderir para prevenir que esse tipo de fraude ocorra com frequência. Algumas delas são:

Autenticar dados do cartão

Colher dados estratégicos sobre o cliente como CPF, localização de IP, endereço de e-mail, entre outras informações importantes no momento de compra pode dificultar e intimidar a ação dos golpistas.

Acompanhar os cancelamentos

Quando os cancelamentos de pedidos em sua loja virtual passarem a ser constantes é preciso ficar alerta. Monitorar esses pedidos e encontrar um ponto de conexão entre eles, como por exemplo o endereço de entrega, pode ser um indicativo de que trata-se de uma tentativa de fraude.

Com esses dados em mãos é possível bloquear o cadastro do golpista, ou até mesmo delimitar uma quantidade máxima de tentativas de compra para prevenir o chargeback.

Comunicar o cliente antes de processar o pedido

Notificar o titular do cartão a cada nova transição que estiver sendo finalizada com os seus dados e solicitar uma confirmação para avançar na compra é uma técnica que já vem sendo utilizada para minimizar os riscos de cancelamento por fraude.

Investir em um Certificado de Segurança

Contar com a expertise de uma empresa especializada na segurança de sites e e-commerces é proteger-se contra esses possíveis golpistas que atuam no mercado. Investir em um Certificado SSL para a sua loja virtual evita que dados dos seus clientes sejam roubados e utilizados para cometer transações fraudulentas, além de ajudar a prevenir desgastes futuros e chargebacks.

E então? Ainda tem dúvidas sobre o que é chargeback e como evitar os prejuízos dessa ação em seu e-commerce? Deixe seu comentário para que possamos ajudá-lo!

O quanto este post foi útil para você?

Clique nas estrelas para avaliar!

Nota Média 0 / 5. Contagem de Votos 0

Nenhum voto ainda, que tal começar?

Que pena que você não gostou.

Ajude-nos a melhorar o conteúdo do blog

Diga, como podemos melhorar nosso post?

Etiquetas
Mostrar mais

Valid Certificadora

Especializada em serviços digitais de confiança, identificação, acesso e autenticação. Somos Autoridade Certificadora emissora de certificados digitais ICP-Brasil e Internacionais.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: