VALID

Quais os efeitos da lei da terceirização no mercado contábil?

A lei da terceirização está em discussão não apenas no Congresso, mas também nas ruas. De um lado, o governo argumenta que, uma vez aprovada, a proposta trará mais empregos e investimentos. Do outro, críticos preveem a precarização do trabalho e a perda de direitos dos trabalhadores.

O fato é que, caso seja bem-sucedida, a proposta gerará impactos nos setores produtivos da sociedade, exigindo adaptações. E é justamente nesse ponto que o contador precisa ter atenção especial. Como lidar com as mudanças que a lei da terceirização trará para a rotina das empresas, de modo a garantir qualidade e eficiência?

A resposta para essa pergunta, você verá neste artigo. Boa leitura!

A importância da contabilidade gerencial

A capacidade de tomar boas decisões é uma característica fundamental para um gestor. E a contabilidade tem papel decisivo nesse processo, pois é ela que gera os dados e oferece as informações a serem analisadas.

Com a lei da terceirização, caberá a cada empresa realizar um estudo preliminar que envolve uma série de elementos. Eles vão desde os fornecedores de matérias-primas até o cliente final, considerando todas as atividades envolvidas, como custos e índices de produtividade. O objetivo é definir a qual setor cabe a terceirização e de que forma isso pode ser executado.

Também é preciso realizar uma análise ampla de mercado para verificar se os serviços disponíveis atendem às necessidades da empresa.

Somente com a garantia de que é possível reduzir custos e alavancar o crescimento da companhia, torna-se viável pensar na terceirização. Por esse motivo, a contabilidade gerencial ganha importância. Trata-se do ramo da contabilidade que mais oferece ferramentas para a tomada de decisão dos gestores.

Sendo um conjunto de técnicas e procedimentos que fornece dados para fins de comparação, elaboração de orçamento, definição de metas e objetivos da empresa, entre outros, a contabilidade gerencial permite ter informações mais precisas. É ideal para auxiliar nas decisões relacionadas à opção pela terceirização e do tipo a ser escolhido.

A reestruturação de departamentos

Na prática, a nova lei autoriza o trabalho terceirizado no país, e vale para qualquer setor ou atividade econômica. Atualmente, somente as atividades não inerentes ao objetivo principal da empresa podem ser terceirizadas.

Assim, em uma agência de publicidade, por exemplo, os serviços de limpeza e de segurança podem ser terceirizados, mas os profissionais que lidam com os textos e o design, não.

A lei pode representar mudanças significativas na maneira como muitas empresas formulam seus departamentos, pois permitirá que elas revejam sua política de contratação em busca de maior economia. Mas poderá representar também um risco, caso as escolhas envolvendo essa reestruturação sejam realizadas sem critério.

Caberá ao setor contábil oferecer o suporte necessário para a reestruturação dos departamentos, visando o ganho de qualidade e competitividade no mercado e não somente a economia.

Como citado anteriormente, avaliar a capacidade do mercado para atender a essa demanda e o custo envolvido nas operações é fundamental para garantir que qualquer mudança represente, no mínimo, um avanço para a companhia.

Os trabalhos com consultorias

A lei vai permitir que empresas terceirizadas contratem outras empresas para a realização de parte do seu serviço. Essa prática, já popularizada como “quarteirização”, vai autorizar que um empreendimento que trabalha com educação contrate outra empresa para fornecer a mão de obra de professores, por exemplo.

Tais funcionários terceirizados poderão trabalhar alocados no espaço da empresa que toma o serviço, mesmo vinculados à terceirizada. Entretanto, eles não poderão receber ordens do dono da tomadora do serviço, muito menos ter seu horário controlado por ele.

Esse tipo de situação certamente trará muitas dúvidas aos gestores, principalmente no relacionamento com seus novos colaboradores. Além disso, será necessário um cuidado muito especial com relação aos direitos trabalhistas, uma vez que, segundo a lei, o contratante só responde na justiça em último caso.

Assim, pensando no exemplo citado, a escola deve responder por débitos trabalhistas e previdenciários da empresa prestadora de serviços de maneira subsidiária. Ou seja, depois que o trabalhador recorreu à empresa terceirizada e não obteve sucesso na Justiça.

A adaptação às exigências da lei da terceirização

Outro detalhe importante é que, assim como a nova lei da terceirização, o eSocial também se apresenta como um dos temas de maior relevância para grande parte dos gestores. Sendo assim, torna-se fundamental para o profissional contábil levar aos seus clientes informação a respeito desses temas, de modo a facilitar sua adaptação.

É preciso esclarecer sobre a questão do trabalho temporário. Agora, ele poderá ter duração máxima de seis meses e não mais três, como ocorria. Os trabalhadores que tiverem a contratação temporária poderão ser demitidos a qualquer momento, sem a necessidade de aviso prévio. Além disso, não receberão os 40% de multa sobre o FGTS, caso sejam dispensados sem justa causa.

Vale lembrar, também, que terão direito ao salário e à jornada de trabalho equivalentes aos dos trabalhadores fixos, além do direito a férias e 13º salário proporcionais ao tempo de trabalho.

Para se adequarem às exigências, os gestores precisarão contar com interpretações a respeito da lei e informações atualizadas, papel que pode ser desempenhado pelo profissional contábil focado em oferecer um diferencial para seus clientes.

A redução de tarefas burocráticas

Para que todas essas ações sejam feitas de maneira eficiente, é fundamental que os responsáveis pela área contábil da empresa tenham foco em reduzir a burocracia nos procedimentos para a realização de um trabalho estratégico.

Assim, as ações devem ser elaboradas com atenção especial ao ganho de produtividade da empresa e proteção contra riscos de infrações trabalhistas, por exemplo.

Dentro dessa lógica, considerar o uso de recursos como o Certificado Digital pode fazer a diferença.

Essa tecnologia permite que uma pessoa, física ou jurídica, confirme automaticamente seus dados pessoais sem perder tempo e evite gastos envolvendo papéis e filas de espera. Basta comparecer pessoalmente a uma empresa certificadora e realizar seu cadastro pessoal para ter acesso ao plano oferecido.

Com o Certificado Digital você pode autorizar transações bancárias e assinar contratos sem precisar ir até o cartório para autenticar o documento.

E então, ficou claro como lidar com a lei da terceirização? Se você gostou desse artigo, curta agora mesmo a nossa página no Facebook para ter acesso a muito mais conteúdo relacionado!

Nenhum comentário | Comente
VALID Certificadora

A Valid Certificadora, empresa totalmente dedicada à Certificação Digital, será uma das participantes da 17ª Convenção de Profissionais de Contabilidade do Paraná. O evento será realizado entre os dias 17 e 19 de maio, no Centro de Convenções do Hotel Bourbon, em Foz do Iguaçu.

O evento deve reunir mais de mil profissionais, estudantes e professores de contabilidade. São esperadas mais de 167 delegações de 20 estados brasileiros, que estarão reunidas para analisar a conjuntura das empresas e do setor público.  Durante o encontro serão apresentados também estudos técnicos e científicos em fóruns diversos, como:

  • Empresário Contábil
  • Mulher Contabilista
  • Estudantes de Ciências Contábeis
  • Contador Público
  • Auditores e Peritos
  • Delegados do CRCPR
  • Terceiro Setor.

O diretor geral da Valid Certificadora, Márcio Nunes, comenta que todos estes públicos terão a oportunidade de conhecer mais de perto os serviços da Valid Certificadora. Recentemente, a companhia anunciou, por exemplo, a criação de produtos específicos para segmentos profissionais, como o e-Jurídico e o e-Saúde.

O primeiro, dedicado exclusivamente a profissionais com registro na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), permite que eles realizem processos e acessem diversos sistemas como:

  • e-Pet, para peticionamentos eletrônicos;
  • o e-Doc, sistema da Justiça do Trabalho;
  • o Cert-JUS, utilizado por órgãos como o STJ (Superior Tribunal de Justiça), o Conselho de Justiça Federal e os demais órgãos da Justiça Federal.

Já o e-Saúde, oferece aos profissionais da área, além da integração com o PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente), também a realização com segurança a entrega da DMED (Declaração de Serviços Médicos); acesso ao SISREL (Sistema de Ressarcimento do SUS) e o TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar); e ainda realizar diversos outros serviços, como assinar documentos e enviar a Declaração do Imposto de Renda.

“Para a VALID Certificadora é uma satisfação participar de um evento tão importante e relevante para a área contábil. O Estado do Paraná representa uma fatia importante em número de profissionais. Esta sem dúvida é uma oportunidade para mostrarmos a eles como o certificado digital pode se tornar renda para os escritórios, de forma simples e fácil”, afirma Nunes.

Pode contar

Além da apresentação dos serviços, o evento será palco da gravação do programa Pode Contar! que, além de seu conteúdo tradicional, contará também com uma cobertura especial da conferência.

Desde sua criação, foram 50 programas levados para a web, que se transformou também em um espaço para a troca de conhecimento entre os profissionais da área contábil e empresarial, já que no canal é possível enviar perguntas e sugerir temas para o programa.

“O patrocínio e produção do Pode Contar! foi uma forma que encontramos de retribuir com algo positivo a uma classe profissional tão importante para nossas empresas e sociedade. Contamos com a participação da classe para que a cada temporada possamos melhorar ainda mais os conteúdos”, afirma Nunes, lembrando que a cobertura da conferência irá ao ar ainda esta semana, nas redes sociais da VALID.

Nenhum comentário | Comente
VALID Certificadora

Certificado SSL: quais são as vantagens de ter em um site?

Ser dono do próprio negócio é o que motiva muitas pessoas a criarem um site, montarem uma loja virtual e investirem tempo e dinheiro em ideias incríveis. Mas o sucesso de quem almeja longevidade na nova empreitada depende de muito mais que investir em produtos e em um belo layout virtual.

Para que os clientes se sintam seguros e acessem o seu espaço virtual, é preciso ter um certificado digital, ou o tão conhecido SSL. Sem um certificado SSL, são bem maiores as chances de os clientes abandonarem seus carrinhos de compras e procurarem sites concorrentes que tenham o protocolo de segurança.

Os certificados SSL legitimam seu negócio virtual, uma vez que garantem que as informações sejam criptografadas antes mesmo de serem transmitidas, inviabilizando qualquer tipo de interceptação dos dados por terceiros.

Mas muito além de garantir segurança a um site, usar um certificado SSL pode oferecer inúmeros outros benefícios. Quer saber quais são? Continue a leitura e melhore seus resultados de vendas!

O que é um Certificado SSL?

Existem vários protocolos de segurança no mercado, cada um com suas características e finalidades. Entre eles, destaca-se o certificado Secure Socket Layer — SSL. Tal certificado utiliza um sistema de criptografia que codifica todas as informações que são transmitidas e trafegam na internet.

Com esse recurso, é possível que clientes, compradores, fornecedores e demais usuários possam enviar dados pessoais e informações confidenciais com total segurança. Além disso, o certificado SSL garante a autenticidade em relação à verificação de propriedade do site.

Mas o que isso significa? Provavelmente você já deve ter se deparado com o símbolo de cadeado exibido logo abaixo da barra do browser, de um Selo de Segurança ou ainda da sigla HTTPS. Pois bem, ao autenticar e verificar as informações referentes à identidade do site, o certificado SSL torna visível os indicativos de segurança aos visitantes.

Assim, muito além de ser uma importante ferramenta de segurança para quem está vendendo ou comprando, o certificado SSL agrega valor ao site. Isso significa que os clientes podem inserir informações pessoais, bem como dados bancários, com toda segurança e confiança no ambiente de e-commerce, por exemplo.

Vantagens de ter um Certificado SSL em um site

Um certificado SSL funciona basicamente como uma espécie de assinatura digital. Ou seja, sinais visuais expressam ao usuário a autenticidade do site e se ele é realmente confiável, e isso tudo acontece graças à criptografia.

Assim, codificando os dados que trafegam na internet, a tecnologia permite maior segurança e privacidade das informações. Isso faz com que os usuários de sites se sintam mais confiantes para inserir informações pessoais e de pagamento quando sabem que estão utilizando uma conexão SSL.

Além disso, o certificado SSL passa a ser um importante diferencial estratégico, já que garante que a empresa foi verificada por uma Autoridade Certificadora, e que realmente está preocupada com a segurança das informações trafegadas na internet.

Mas quais seriam as outras vantagens que o Certificado SSL oferece? Vejamos:

Uso de tecnologia de criptografia de ponta

Em tempos nos quais o Cyber Crime está se tornando cada vez mais comum, contar com um Certificado SSL é um pré-requisito para garantir que as informações sejam transmitidas de forma sigilosa e segura.

A segurança proporcionada pelo Certificado SSL se baseia em dois princípios:

1. A criptografia das informações

Todos os dados fornecidos na página se tornam incompreensíveis — menos para o usuário que estabelece a ligação e o servidor no qual o site está. Com a encriptação, todas as informações ficam protegidas em uma base que garante a integridade e a confidencialidade das informações.

2. A autenticação

O site tem sua identidade comprovada por uma Autoridade Certificadora. Assim, ao fazer uso de um Certificado Digital, é criado um par de chaves numéricas que confere a autenticidade em todo o processo de troca de informações entre o usuário e o site, o que garante que os dados não serão interceptados de forma fraudulenta por terceiros.

O par de chaves é composto por:

  • chave privada: ela cria o certificado de autenticidade do site e é instalada no servidor;
  • chave pública: também é instalada no servidor. É essa chave que permite a criptografia das informações, ou seja, os dados são encriptados antes de serem enviados. Isso permite que apenas o site e seu usuário tenham acesso aos dados informados, como informações bancárias e pessoais. A chave privada é a única que poderá desencriptar as informações.

Melhor posicionamento da página no Google

Posicionar o site na primeira página ou mesmo na primeira posição do Google não é uma questão de sorte, mas de como utilizar certas técnicas de SEO que possam elevar potencialmente um site nos mecanismos de buscas.

O Certificado SSL é um importante fator para isso. É muito provável que páginas que utilizam um protocolo de segurança se tornem mais bem posicionadas do que aquelas que não têm nenhum tipo de proteção.

Ao verificar que determinado site utiliza um Certificado SSL, o algoritmo do Google passa a posicioná-lo melhor nos processos de busca. Isso aumenta consideravelmente sua visibilidade e faz com que ele seja acessado por mais visitantes.

Mais opções de pagamento

O cartão de crédito é uma das formas de pagamento mais utilizadas nas compras online. A opção é vantajosa, uma vez que possibilita ao consumidor melhores condições e parcelas que cabem no bolso, muitas vezes sem juros.

No entanto, para ter a opção de pagamento com cartão de crédito no site, a operadora exige o uso do certificado SSL, uma forma de garantir a integridade das operações online e evitar problemas de roubos e fraudes de dados bancários.

Redução da possibilidade de fraude

A segurança é um fator que influencia bastante a decisão de compra de um visitante, e o uso de um Certificado SSL é decisivo nessa escolha, sendo uma importante ferramenta que auxilia o empreendedor digital a não perder vendas.

Redes sociais, serviços financeiros, comércio eletrônico, serviços de streaming e tantos outros ambientes virtuais acabam atraindo criminosos, pessoas que têm conhecimento suficiente para interceptar os dados que trafegam entre a rede do usuário e o servidor de destino ou vice-versa.

Os certificados digitais SSL oferecem a autenticidade e confidencialidade durante todo o processo de troca de dados, informando ao usuário que o site que ele está acessando é realmente original e seguro. Também garantem que, por meio da criptografia, os dados informados na página não poderão ser acessados por terceiros, e mesmo que sejam acessados, não poderão ser lidos e utilizados de alguma forma.

Gostou do nosso post? Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de todos os conteúdos. Estamos no Facebook, TwitterGoogle+, YouTube e LinkedIn. Até lá!

Nenhum comentário | Comente
VALID Certificadora

5 dicas para otimizar o controle tributário e fiscal de sua empresa

Uma empresa bem administrada com um controle tributário e fiscal é capaz de lidar com as maiores eventualidades de maneira mais segura. Assim, independentemente dos riscos que fatores externos oferecem — como crise econômica e o surgimento de novos concorrentes no mercado —, ela consegue se manter estável.

Para tanto, é preciso considerar algumas ações. Quer saber quais são elas? Então, siga conosco! Reunimos aqui uma série de práticas fiscais e tributárias para ajudar você a transformar a parte burocrática de sua empresa. Confira!

1. Comece o controle tributário e fiscal com um planejamento tributário

Antes de dar o primeiro passo em um empreendimento, é preciso considerar o impacto com que a carga tributária atingirá a sua empresa. Isso é importante, pois, em muitos casos, ela é a grande responsável pelo fracasso comercial de empreendimentos no país. Mas não se desespere: existem alternativas legais para lidar com ela, de maneira que você consiga administrar suas contas.

O caminho mais seguro é via planejamento tributário, que é uma metodologia utilizada para reduzir o ônus fiscal incidente sobre as operações de uma empresa. Também conhecido como elisão fiscal, trata-se de um mecanismo legal que não pode ser confundido com a evasão fiscal (popularmente chamada de sonegação), procedimento exercido após a ocorrência do fato gerador da obrigação tributária. Na elisão, o procedimento é feito anteriormente à ocorrência do fato gerador.

É importante destacar que o planejamento tributário é algo que precisa ser feito em função das características de cada empresa, pois aquilo que funciona em uma organização não necessariamente funcionará em outra. Sendo assim, é preciso que tudo seja analisado de maneira detalhada para que não existam riscos.

Por exemplo, grandes empresas podem adotar certos procedimentos em termos de investimentos que nem sempre são viáveis para empresas menores. Da mesma forma, empresas menores podem optar pelo enquadramento no Simples Nacional, por exemplo, para obter redução na carga tributária.

De qualquer maneira, é fundamental avaliar a relação custo-benefício de cada ação antes do exercício para ter acesso aos direitos possíveis.

2. Escolha o regime tributário mais adequado

Dentro de uma estratégia de planejamento tributário, a definição do regime tributário ideal talvez seja a medida mais importante!

O regime tributário é o sistema que será utilizado para a realização do próximo exercício fiscal da empresa. Em outras palavras, é dizer que, anualmente, sua empresa precisa se enquadrar em um dos regimes tributários disponíveis para que o cálculo dos tributos seja efetuado em função dele.

Assim, a escolha do regime deve ser planejada para que sua empresa não tenha que pagar mais do que realmente precisa. Simples Nacional, Lucro Real, Lucro Presumido e Lucro Arbitrado são as modalidades existentes.

Independentemente do tipo de negócio da empresa, a definição de um regime tributário adequado para ela é o primeiro passo em sua criação. Avaliando faturamento obtido ou estimado e tipo de atuação, é possível se enquadrar na opção mais rentável e, assim, preparar a empresa para o período seguinte sem que existam riscos.

3. Conte com a tecnologia a seu favor

Em tempos em que a maioria das empresas investe em recursos tecnológicos em seus negócios, ignorar a utilidade das soluções modernas, no que diz respeito a questões fiscais e tributárias, pode representar um grave erro.

Sistemas automatizados permitem que as empresas melhorem sua organização e, consequentemente, obtenham maior produtividade. Eles são capazes de simplificar os processos e tornar a gestão fiscal mais eficiente.

O ideal é contar com um software de gestão que permita agrupar todos os dados em um único lugar, economizando papéis e permitindo um melhor trabalho com as informações. Uma ferramenta de boa qualidade permite acessar relatórios, controle de finanças, fluxo de caixa e pagamentos de maneira intuitiva.

A obtenção de um controle de dados mais preciso é um investimento que traz benefícios para todos os setores da empresa, além de criar meios para aumentar o faturamento. Contando com um software especializado, sua empresa controla melhor as informações e, assim, garante eficiência operacional, aumentando sua produtividade e faturamento, e reduzindo erros.

4. Gerencie suas notas fiscais

O devido controle de notas fiscais também é importante para seu empreendimento. É fundamental ter critérios para lidar com as versões impressas e eletrônicas.

Comece pensando no tipo de armazenamento das notas fiscais impressas da empresa. É possível dividi-las de acordo com a data, o tipo ou entradas e saídas. O ideal é que seu resgate seja fácil, sempre que necessário.

Armazenar as notas auxilia o setor contábil a gerar dados para uma melhor tomada de decisões do gestor, além de facilitar o trabalho diante da necessidade de auditoria. Em situações extremas — como quando a empresa não faz uma gestão adequada das notas — ou em casos de fiscalização, ela pode sofrer multas pesadas por não apresentar os documentos.

Também é preciso pensar nos documentos digitais e na melhor forma de lidar com eles. Neste caso, o armazenamento online oferece segurança e praticidade, pois permite a você acessá-los de onde estiver.

Procure otimizar o processo de emissão de notas fiscais, criando um modelo prático para ser seguido pelos funcionários. Tendo sempre um cuidado especial para conferir a autenticidade das notas fiscais, armazenando e categorizando corretamente, você consegue tornar o processo mais eficiente.

5. Considere o trabalho com auditorias

Com a auditoria, você terá suas ações revistas por profissionais capacitados. Isso garante maior fidelidade para os registros, bem como credibilidade às demonstrações financeiras e outros relatórios de administração.

A auditoria fiscal é uma maneira de você trazer para o seu lado toda a expertise de empresas especializadas em termos de legislação fiscal e tributária. Isso é muito importante!

O Brasil é um país reconhecido por dificultar a vida dos pequenos empreendedores não somente por conta da alta carga tributária, mas também por conta das constantes mudanças na legislação.

Complexidade é a palavra que melhor define essa legislação. Questões políticas, disputa de interesses entre diferentes estados, entre outros motivos, fazem com que, para cumprir suas obrigações fiscais adequadamente, as empresas precisem de tempo e conhecimento específico e atualizado, algo que nem sempre está disponível.

Por isso, o trabalho com auditorias é altamente recomendado para que a empresa tenha condições de acompanhar as exigências.

Entendeu como é possível melhorar seu controle tributário e fiscal? Curta nossa página no Facebook e saiba muito mais.

Nenhum comentário | Comente
VALID Certificadora

Contabilidade gerencial: entenda como ela ajuda sua empresa a crescer

Você sabe o que é contabilidade gerencial? Sabia que, quando aplicada corretamente, ela permite à sua empresa obter uma série de benefícios que compreendem a gestão do negócio? Se você quer conhecer uma alternativa interessante para tornar o controle de processos mais eficiente, então não deixe de ler este artigo para entender o que é a contabilidade gerencial.

Apresentamos informações relevantes e ainda preparamos algumas dicas que podem ajudar a implantá-la na sua empresa para obter resultados mais expressivos. Confira!

A importância da tomada de decisões

Na gestão de um empreendimento, uma decisão mal tomada pode ser altamente prejudicial. Desde as mais simples (como escolher entre comprar ou alugar um equipamento) até as mais complexas (como definir qual setor deve reduzir gastos), todas precisam sempre estar embasadas em critérios precisos que auxiliem na escolha.

E para que isso seja feito de maneira correta, é interessante contar com dados que, transformados em informações, deem subsídios para que os gestores tomem as melhores decisões.

Como fazer isso? Usando a contabilidade como aliada. Ela pode fornecer essas valiosas informações por lidar com dois tipos de procedimentos fundamentais:

  • o envio de relatórios para os gestores da própria empresa, seja para planejar e controlar as operações de rotina, seja para uso em decisões não rotineiras e de formulação dos principais planos e políticas;
  • o envio de relatórios para os acionistas da companhia, governo e outros agentes externos.

O envio de relatórios para fora da empresa é comumente chamado de contabilidade financeira, enquanto o envio de relatórios internos visando o planejamento e o controle gerencial é chamado de contabilidade gerencial. Consequentemente, a contabilidade gerencial é aquela em que o foco é a informação contábil que tem maior utilidade para a administração da empresa.

A contabilidade gerencial

Os serviços contábeis são essenciais para fazer com que uma empresa tenha condições de lidar com diferentes situações em sua rotina. Para tanto, é preciso compreender a contabilidade como uma fonte de informações que pode ter origem tanto na contabilidade financeira quanto na contabilidade de custos.

Além dessa obtenção de informações, é preciso pensar também no trato que os gestores terão com elas, e é nesse ponto que a contabilidade gerencial se torna importante.

Esse desdobramento contábil é o instrumento que auxilia a administração de uma organização, dando condições para que a tomada de decisão dos gestores aconteça de maneira mais eficiente a partir do gerenciamento de dados. Para isso, é preciso que esses dados sejam convertidos em informações claras e compreensíveis.

O uso das informações

As informações obtidas são úteis para ações visando o planejamento, a avaliação e o controle da empresa. Isso pode ser obtido pelo uso de um sistema de informação contábil. Assim, a contabilidade gerencial permite identificar, mensurar, acumular, analisar, preparar, interpretar e comunicar informações.

Por outro lado, a contabilidade financeira trata de tudo o que diz respeito à informação contábil desenvolvida para os usuários externos, sejam eles acionistas, fornecedores, bancos ou agências reguladoras governamentais.

Isso significa que a informação contábil é importante, sobretudo, para possibilitar à empresa se organizar com flexibilidade e segurança a fim de tomar as decisões corretas. Para tanto, é preciso que a contabilidade gerencial faça uso de informações provenientes da contabilidade financeira. Ela também deve trabalhar com informações geradas pela contabilidade de custos, uma fonte de informações mais voltada ao controle.

Benefícios da contabilidade gerencial

1. Auxilia a tomada de decisão

Como a contabilidade gerencial é aquela que serve de apoio à tomada de decisão do gestor, não fica difícil concluir que o primeiro benefício oferecido por ela é justamente fornecer a ele os instrumentos para as melhores ações.

Assim, conhecimentos, fórmulas, índices, entre outros, são úteis para ajudar o administrador a entender como está a gestão da empresa, e o mais importante: tomar as decisões mais adequadas para o futuro da organização.

2. Aumenta a eficiência da gestão

Quando os gestores possuem ferramentas para aperfeiçoar sua tomada de decisão, o processo se torna muito mais simples. É comum ver decisões serem tomadas de maneira precipitada, especialmente quando não existe um processo que oferece ao responsável alguns parâmetros claros para que ele decida o que é melhor para o negócio. Com a contabilidade gerencial, esse risco é praticamente reduzido a zero.

3. Antecipa acontecimentos financeiros

Além disso, esse tipo de recurso é de grande utilidade no auxílio a tarefas relativas à previsão financeira. Quando você consegue se antecipar a resultados futuros, consegue também se organizar melhor e até mesmo conquistar objetivos mais difíceis.

4. Gera economia

Além disso, é possível evitar desperdícios de materiais e até mesmo de energia dos colaboradores, por meio da diminuição de erros e de retrabalhos.

5. Facilita a integração da equipe

Com a contabilidade gerencial, o envolvimento de todos os níveis de gestão é facilitado, justamente porque a comunicação também é mais fácil.

6. Eleva a taxa de lucro

Um dos benefícios de criar um processo em que o custo da produção é controlado é a possibilidade de aumentar a percentagem de lucro da empresa.

7. Conquista espaço no mercado

Com o auxílio que a contabilidade gerencial oferece na tomada de decisão estratégica pelo gestor, a empresa consegue se manter segura no mercado, ocupando o espaço que procura.

O que é preciso para colocar a contabilidade gerencial em prática

Não é difícil transformar a realidade da sua empresa a partir da implantação da contabilidade gerencial. Basicamente, é preciso considerar ações como investir em tecnologia para modernizar as ferramentas, terceirizar tarefas burocráticas para descentralizar a atividade da gestão e capacitar profissionais para que o trabalho com a contabilidade gerencial ofereça um número maior de benefícios à administração.

Consequentemente, a empresa obtém significativa diminuição da burocracia, aumento de foco nos resultados e uma atuação mais estratégica de toda a equipe.

Outra ideia interessante, que também funciona muito bem para reduzir a burocracia, é ter a tecnologia como aliada. Com o uso de uma certificação digital e de assinaturas digitais, por exemplo, é possível tornar os processos da sua empresa muito mais seguros, práticos e ágeis.

Por fim, considere trabalhar com ferramentas de gerenciamento para aperfeiçoar esse processo em sua organização. Com esse recurso, você pode acompanhar cada etapa dos procedimentos e, assim, torná-los mais eficientes.

Agora que você já sabe sobre contabilidade gerencial, conheça nosso trabalho nas redes sociais. Visite o Facebook, o Twitter e o LinkedIn da VALID Certificadora.

Nenhum comentário | Comente