VALID Certificadora
02\04\2018

Valid Certificadora alerta sobre as mudanças realizadas pela Receita no IR 2018

Contribuintes devem estar atentos a detalhes, como o fim do programa Receitanet, e utilizar certificados digitais para garantir mais agilidade e segurança nas informações transmitidas

Em pleno período de entrega das declarações de Imposto de Renda, os contribuintes brasileiros devem estar atentos a algumas mudanças estabelecidas este ano pela Receita Federal. Diante das mudanças, e do maior número de detalhes exigidos nas declarações, especialistas recomendam que os contribuintes utilizem certificados digitais para fazer o acompanhamento de suas declarações.

Márcio Nunes, diretor geral da Valid Certificadora, lembra que, este ano, o prazo para fazer a declaração vai do dia 01 de março até o dia 30 de abril. “É sempre bom lembrar que, quanto antes a declaração for feita, mais cedo o contribuinte terá acesso à restituição”, lembra. Além disso, o executivo lembra que os contribuintes devem estar atentos às mudanças realizadas pela Receita para a declaração deste ano.
Em relação ao ano passado, o Imposto de Renda deste ano traz seis alterações relevantes às quais os contribuintes devem estar atentos”, ressalta Nunes. Uma delas é a mudança do painel inicial, onde todos os itens devem ser preenchidos. No programa deste ano, o novo design torna mais fácil localizar as abas de declaração nos campos bens, direitos, rendimentos etc.

Outra mudança foi realizada na declaração de bens. A partir deste ano, o contribuinte terá que informar detalhes dos bens declarados, tais como data de aquisição, área do imóvel e inscrição no IPTU. “Também é obrigatório, a partir deste ano, a apresentação de CPF para dependentes maiores de 8 anos”, informa Nunes.

Também mudou a alíquota efetiva do Imposto de Renda, que é área onde o programa mostra a relação entre o imposto devido e o total de rendimentos tributáveis. A recuperação dos nomes diretamente pelo sistema também ficou mais fácil. Este ano o programa vai importar automaticamente os nomes de declarações anteriores ou de outros campos. “Além disso, este ano haverá apenas um programa para declaração e transmissão. Acabou o Receitanet”, diz Nunes.

Certificado digital

Para que o contribuinte não se perca em tantos detalhes, Nunes recomenda o uso do eCPF (Certificado Digital Pessoa Física) para o envio da declaração. “Isso traz uma série de vantagens, como a declaração pré-preenchida com o histórico da última versão, preenchimento online no site da Receita, mais rapidez na retificação dos dados e, claro, mais segurança na transmissão”, afirma Nunes.

Além disso, o uso do certificado digital também possibilita o acompanhamento em tempo real da declaração, desde o processo de entrega até a restituição. “Outra vantagem é a possibilidade de correção de pequenos erros no preenchimento, mesmo após o envio da declaração. Isso reduz as chances de que o contribuinte caia na malha fina”, diz, lembrando ainda que o certificado garante a agilidade e a segurança das informações transmitidas.

Notícias relacionadas:

Nenhum comentário | Comente

 

Os comentários estão encerrados.