VALID Certificadora
19\03\2018

7 motivos para um microempreendedor individual ter assinatura digital

Diferentemente do que muitas vezes se pensa, a assinatura digital não se trata de recurso exclusivo das grandes corporações. Um microempreendedor individual – MEI também pode adotar essa solução, de modo a aproveitar seus benefícios de maneira completa.

A assinatura digital é um expediente que abrange os elementos de criptografia, segurança e identificação. A ideia garante que os documentos digitais possam ser assinados de maneira segura e prática.

Visto que é cada vez mais acessível, significa uma possibilidade a ser considerada nos vários tipos de negócio. Você é um microempreendedor individual – MEI ? Veja a seguir 7 motivos para adotar essa solução!

1. Oferece total validade jurídica

A assinatura digital, desde que obtida junto a uma autoridade certificadora do ICP-Brasil, possui total validade jurídica. Acompanhando o desenvolvimento da sociedade e dos processos, consiste em uma nova forma de assinar os documentos de maneira totalmente reconhecida.

Quando um microempreendedor individual – MEI adota essa possibilidade, passa a ter um recurso que é totalmente válido, juridicamente falando. Isso aumenta a segurança de ambas as partes, de modo a firmar contratos que são válidos e cujas condições se aplicam de maneira extensiva.

Assim, não há o risco de um item ser assinado e, futuramente, constatar-se que a assinatura não possuía o reconhecimento jurídico necessário.

2. Reduz a burocracia ao enviar documentos

Outra questão muito importante a respeito dessa adoção é a redução da burocracia na hora de enviar documentos. Sem o recurso da assinatura digital, é preciso fazer o envio físico dos itens, esperar seu recebimento e, só então, dar prosseguimento às etapas.

Isso custa tempo não apenas para o microempreendedor, mas também para os clientes. Perde-se dinamismo e surgem dificuldades que não deveriam sequer existir, em primeiro lugar.

Já com a adoção dessa assinatura, é possível fazer um envio descomplicado. Na mesma hora, o documento é assinado e devolvido ou enviado ao cliente, de modo que a tarefa fique otimizada.

Ainda é possível criar fluxos de automação, tornando toda a gestão mais eficiente. Por atuar de maneira individual, o profissional precisa otimizar seus recursos para ser capaz de dar administrar todas as coisas, então esse é um fator que conta pontos a favor.

3. Diminui os custos do microempreendedor individual

A parte das despesas também sofre efeitos benéficos a partir do uso desse recurso. Em primeiro lugar, a diminuição do tempo gasto faz com que seja necessário empregar menos recursos em uma mesma tarefa.

O envio ou guarda de documentos fica mais simples e mais rápido, evitando que sejam gastos mais recursos do que o necessário.

Há, também, o emprego da digitalização desses elementos. Isso previne os custos com o envio físico de itens, como por mala direta. Além de tudo, há menos despesas com papel, já que tudo pode assumir um caráter digital.

A atuação profissional, portanto, torna-se mais enxuta, mais sustentável e mais barata, o que contribui para a lucratividade e rentabilidade.

4. Melhora a organização de documentos

Manter os documentos organizados é indispensável para qualquer profissional. Quando se fala em um microempreendedor individual – MEI, isso é ainda mais importante.

Ninguém, além dele, tem a responsabilidade de dar conta desses elementos, então é fundamental garantir que tudo fique o mais organizado possível. Isso não apenas facilita o trabalho — já que evita a perda de tempo ao procurar um item perdido na bagunça —, como ainda contribui para a segurança.

Com tudo devidamente armazenado e organizado, é sempre possível recorrer a contratos antigos ou elementos prévios para garantir a regularização do negócio. No caso da fiscalização, por exemplo, é mais simples encontrar comprovantes se eles forem digitais.

A assinatura digital ajuda nesse sentido porque permite a migração dos documentos físicos para os digitais. Sem papéis se acumulando ou ocupando espaço, é mais fácil criar uma boa estrutura de organização, buscar entre o que está armazenado, além de garantir mais espaço físico para tarefas que são mais importantes para o sucesso.

5. Aumenta a segurança na troca de informações

A assinatura digital possui validade jurídica porque ela garante a confiabilidade e a origem das informações. Graças a um processo de criptografia, em que uma chave fornece a identificação, a transmissão de dados acontece de maneira totalmente confiável.

Isso significa, portanto, que a adoção desse recurso ajuda a aumentar a segurança na troca de informações. Para o microempreendedor, isso é positivo porque os seus dados ficam devidamente protegidos, impedindo acessos não autorizados.

Para o cliente, entretanto, isso é ainda mais importante. É com essa garantia que há a certeza de que toda a troca não trará dores de cabeça no futuro, o que favorece a confiança de quem faz negócio.

6. Eleva a mobilidade

É cada vez mais comum o uso de recursos móveis, como dispositivos que favorecem a mobilidade. Para o microempreendedor individual – MEI , isso é um ponto positivo, já que ele pode atender o cliente a qualquer hora e lugar.

Sem os recursos certos, entretanto, essa é uma ação insegura. Com a assinatura digital, por outro lado, há a garantia de que a transação, de onde quer que aconteça, é sempre segura. O uso de um token adequado, por exemplo, faz com que qualquer dispositivo gere essa assinatura válida.

É possível assinar documentos e contratos em campo, ou seja, exatamente onde o cliente está.

7. Funciona como um elemento competitivo

E, por falar nisso, esse é apenas um dos fatores que fazem com que a escolha por uma assinatura digital torne o microempreendedor mais competitivo. Como tudo fica menos burocrático e mais dinâmico, a consequência é que há um ganho importante a respeito da visão que o profissional transmite.

Ele se torna mais atrativo do que outros microempreendedores que não usam esse recurso e que, por conseguinte, não são capazes de oferecer a mesma mobilidade, conveniência e segurança.

A questão da proteção também contribui para a sensação de confiança e profissionalismo. Parecendo mais preocupado e interessado em gerar uma boa experiência para o cliente, o profissional atrai e retém mais pessoas.

Assim, o uso desse elemento pode ser decisivo para conquistar e manter mais clientes, destacando-se dos concorrentes.

Para ter outras dicas de atuação como microempreendedor individual – MEI e ficar por dentro das novidades a respeito dos certificados digitais, curta a nossa página no Facebook e nos siga no Twitter!

Nenhum comentário | Comente

 

Os comentários estão encerrados.