VALID
17\12\2018

5 desafios na venda online que você vai superar hoje mesmo!

O ágil desenvolvimento tecnológico no Brasil e no mundo tornou a venda online uma tendência de negócio bastante vantajosa. Montar uma loja virtual garante custos baixos nos processos, ampliação da área de atuação, aquisição de mais clientes, comodidade, entre outras vantagens.

O ramo de e-commerce é um dos que mais se expande em nosso país. Segundo dados do site E-commerce Brasil, esse mercado cresceu 15% em 2018 e tem previsão de faturamento de R$69 bilhões.

Isso é possível graças ao aumento da facilidade de acesso a uma internet rápida, além da aceitação da tecnologia pelos cidadãos brasileiros. Apesar do crescimento da área, a loja virtual gera diversos desafios que devem ser superados pelos gestores.

Assim, é preciso que o administrador se adapte à tecnologia e conheça as necessidades desse tipo de loja. Neste artigo, mostramos os 5 principais desafios na venda online e suas respectivas soluções. Confira!

Os principais desafios para venda online e suas soluções

1. Demonstração de segurança ao consumidor

Domínios digitais estão suscetíveis a ataques de criminosos virtuais cujas finalidades são subtrair dados dos clientes e adquirir vantagem indevida. Por essa razão, os consumidores evitam inserir seus cartões e dados nas lojas online.

Um dos primeiros e maiores desafios do gestor será garantir a segurança do consumidor e evidenciá-la. Esse objetivo pode ser conquistado por meio do certificado SSL. O Secure Socket Layer (SSL) consiste em um padrão global de tecnologia que cria um canal criptografado entre o servidor da loja e um navegador.

A tecnologia funciona da seguinte forma: o servidor web criará duas chaves criptográficas, uma privada e uma pública. A primeira deve ser mantida em segurança pelo proprietário da loja virtual, enquanto a segunda, que não é secreta, precisa ser interligada ao banco de dados do site.

Para ter acesso aos dados do servidor é preciso unir as duas chaves. A privada estará na posse de uma pessoa de confiança. Isso torna a comunicação entre o site e o servidor mais segura, pois a chave impede a interceptação e a subtração de dados por terceiros.

O site protegido por essa tecnologia é facilmente reconhecível, basta procurar por um ícone de cadeado ao lado esquerdo do endereço da página. Isso aumenta a confiança do consumidor, pois ele poderá efetuar as compras na loja tranquilamente e sem se preocupar com ataques virtuais.

2. Administração da logística

Quando se trata de e-commerce, a logística é uma das questões mais importantes a ser considerada. Afinal, uma das principais expectativas do consumidor ao realizar compras online está relacionada à eficiência da entrega.

É preciso ter em mente que a loja enviará produtos para todo o território nacional e atenderá a um grande número de clientes. Além disso, conforme o negócio se desenvolve, a cada dia se torna mais difícil controlar a compra e recepção de produtos ou insumos, o estoque, os procedimentos de envio, o fretamento, entre outros elementos logísticos.

A solução ideal para assegurar uma boa administração nessa área consiste no desenvolvimento de um sistema funcional e em uma gestão financeira capaz de acompanhar o crescimento da empresa.

Isso significa que o procedimento de envio adotado deve ser pensado em longo prazo. Dessa forma, o gestor precisa considerar que possivelmente atenderá a uma grande demanda no futuro.

Também é importante estar atento à transparência. Assim, transmita os dados reais mesmo que um produto demore para chegar às mãos do cliente. Essa etapa é relevante para a fidelização dos consumidores, pois eles saberão que podem confiar nos prazos estipulados pela loja.

3. Organização da equipe e do estoque

É plenamente possível começar um e-commerce trabalhando home office: o gestor pode armazenar os produtos e controlar a loja diretamente de sua casa. Mas, com o crescimento do negócio e a expansão de seus clientes, a necessidade de contratação de uma equipe é inevitável, bem como a gestão de estoque.

Para assegurar uma boa organização, dedique um tempo para conhecer seus colaboradores e avalie seus pontos fortes e fracos. Isso permitirá que eles sejam alocados nas atividades certas conforme suas competências, o que aumentará a produtividade e a qualidade do serviço.

Quanto à gestão do estoque, o e-commerce fornece uma vantagem em comparação a outras lojas convencionais: não há necessidade de um local físico para deixar os produtos à mostra. Assim, a preocupação do gestor deve ter foco no armazenamento adequado dos produtos.

O negócio precisa estocar mercadorias conforme a demanda do mercado, sem excessos ou faltas. Para atingir esse equilíbrio, faça um controle das saídas de produtos adquiridos pelos clientes e realize pesquisas de mercado constantemente para entender os gostos dos seus consumidores.

4. Utilização da tecnologia de forma correta

A tecnologia é o elemento principal do e-commerce. Assim, é preciso contar com um bom software que auxilie no controle de entrada e saída de recursos, na gestão financeira e na medição e análise de dados.

Além disso, é muito importante utilizar uma plataforma online que deixe a navegação simples e intuitiva, a fim de obter uma vantagem tecnológica e agradar ao máximo seus consumidores.

Outro fator relevante consiste na otimização do acesso da loja virtual para dispositivos móveis, a fim de garantir uma boa experiência aos visitantes. Celulares potentes e internet móvel estão se tornando cada vez mais acessíveis à população brasileira. Consequentemente, uma parcela relevante dos seus consumidores acessará sua loja por meio desses aparelhos.

5. Geração de visibilidade para o site

Por fim, além dos aspectos técnicos do site, como acessibilidade móvel e certificado SSL, é preciso assegurar a visibilidade da loja para o seu público-alvo.

Como o e-commerce é um ramo em constante crescimento, pode ser difícil se destacar perante os concorrentes do mercado. Para divulgar sua plataforma é preciso investir em marketing digital, aumentar a presença nas redes sociais e adquirir links patrocinados em diferentes plataformas.

Outra técnica eficaz consiste no desenvolvimento de uma estratégia de marketing de conteúdo. Essa é uma metodologia que busca conquistar o leitor com materiais relevantes, fazendo com que ele encontre e se interesse pela sua marca.

Além disso, essa estratégia utiliza técnicas para garantir um bom posicionamento da sua loja em buscas efetuadas em ferramentas como Google e Bing.

Apesar de lucrativa, a venda online exige cuidados especiais para que ela seja feita de forma adequada e proporcione bons resultados. Além da gestão, é preciso conhecer a tecnologia e garantir a sua segurança, a fim de evitar danos aos consumidores.

Gostaria de continuar acompanhando as novidades do mercado? Então siga nossas páginas nas redes sociais! Estamos no LinkedInFacebook e Twitter.

Nenhum comentário | Comente

 

Os comentários estão encerrados.