VALID Certificadora
26\01\2018

Vantagem tecnológica: o que é e como minha empresa pode garantir?

Máquinas interconectadas que dialogam entre si e tomam decisões no chão da fábrica; robôs que conduzem, sob os olhos de cirurgiões, procedimentos invasivos rápidos — que exigiam dezenas de profissionais trabalhando exaustivamente por mais de 10 horas. Esses exemplos mostram que os dados são, atualmente, o que o petróleo foi no século passado.

O que dizer, por exemplo, de empresas totalmente digitalizadas (paperless), cujos dados trafegados pelos sistemas corporativos se tornam, com o auxílio de soluções de Big Data, informações estratégicas preditivas sobre o comportamento do consumidor?

IoT, Big Data, redes neurais: a vantagem tecnológica nunca foi tão crucial para decidir quem vive ou morre no mundo empresarial. Em meio a esse furacão de sistemas inteligentes, automações e enxugamento de processos, como fazer para que uma organização comum, sem grandes volumes de recursos disponíveis, mantenha-se competitiva e inovadora?

Saiba que existem diversos serviços em formato SaaS que podem levar sua empresa à transformação digital do novo milênio. Este artigo apontará 5 ações indicadas a companhias de qualquer porte, as quais asseguram vantagem tecnológica (e, portanto, competitiva) em um mercado de alta concorrência. Acompanhe!

1. Implementação de ferramentas que aumentem a produtividade

Até alguns anos atrás, implementar soluções como Big Data era privilégio dos gigantes do mercado. Isso, invariavelmente, empurrava as PMEs ao abismo no mercado competitivo.

Atualmente, entretanto, com o advento de uma nova forma de oferecimento de serviços de TI (o chamado “SaaS”, Software como Serviço), recursos que antes eram inacessíveis pelo TCO (Total Cost of Ownership ou “Custo Total da Posse”) passaram a ser viáveis, uma vez que a companhia não arca mais com aquisição de servidores, licenças, manutenção de sistemas etc.

Nesse formato, a empresa “assina” o uso de determinada solução de ponta em TI, ao passo que o fornecedor se encarrega de suportar os custos estruturais da ferramenta e, ainda, garante suporte e atualização como parte do serviço. Diante dessas novas possibilidades, você já pensou em ter um sistema de Big Data para analisar o comportamento de seu consumidor?

Uma implementação como o Big Data pode trazer vantagem tecnológica, que se traduz em aumento de faturamento. Uma famosa rede de supermercados do país implementou, em 2015, uma solução baseada em Analytics para oferecer descontos personalizados a cada cliente e reduzir as taxas de churn.

Funciona da seguinte forma: a rede estimula seus clientes a participarem de um programa de fidelidade que se inicia com um cadastro online. A partir daí, começa-se a capturar todas as interações do consumidor com a rede, para descobrir quais são seus produtos favoritos.

Periodicamente, o sistema emite alertas, identificando todos que estão “desaparecidos” das lojas há algum tempo. Os recursos de data mining são, então, acionados, listando marcas e produtos da preferência de cada frequentador do supermercado.

A partir disso, cupons de descontos exclusivos são gerados e enviados a cada e-mail, estimulando o retorno das pessoas. Você consegue imaginar o que representa a vantagem tecnológica trazida por essa ferramenta e como ela pode impactar a posição estratégica da organização diante da concorrência?

2. Armazenamento em nuvem

Já parou para pensar em quanto tempo seus funcionários perdem todos os anos com a realização de atividades meramente burocráticas, como arquivar documentos, procurá-los ou recriá-los (em caso de extravio)? E se sua empresa abandonasse de vez a tramitação de papel para se tornar integralmente digital?

Um estudo realizado pela KPMG Internacional revelou que quase 50% das empresas consultadas migraram para a nuvem, em função do alto potencial de redução de custos envolvido. Algumas das consequências dessa implementação são:

  • localização rápida de documentos;
  • catalogação inteligente de arquivos;
  • integração com sistemas fiscais/jurídicos/de relacionamento com o cliente;
  • redução drástica do percentual de extravios;
  • aumento da produtividade dos funcionários.

3. Redução da quantidade de burocracias

Não adianta seu documento ser armazenado em nuvem se você tiver que imprimi-lo constantemente para assiná-lo de forma manual… E escaneá-lo em seguida, digitalizando-o novamente, em um loop infinito de perda de eficiência.

Perceba que um pequeno gap (assinatura manual) cria um círculo vicioso de improdutividade e ações burocráticas desnecessárias. Trata-se, nesse caso, de ausência de vantagem tecnológica e abundância de desvantagem competitiva.

Uma forma de reduzir o fluxo de processos burocráticos em sua companhia é adotar a certificação digital em substituição às assinaturas manuais. Assim, contratos tramitarão apenas no ambiente virtual, petições serão assinadas digitalmente para envio via PJe e notas fiscais eletrônicas serão emitidas e enviadas diretamente pelos sistemas fiscais (SPED).

Além disso, essa implementação estratégica livrará sua organização dos sucessivos reconhecimentos de firma e custos com motoboys para envio de documentos, bem como dos registros redundantes de entradas e saídas de notas fiscais/DANFEs em planilhas. É o fim da circulação de papel em sua empresa.

O término da perda de documentos fiscais também é reflexo da vantagem tecnológica adquirida — que traz, inclusive:

  • ausência de multas;
  • aumento da transparência;
  • adaptação da organização às normas de compliance, virtude essencial para atrair investimentos, fusões e parcerias.

4. Trabalho com indicadores de desempenho

Parafraseando o estatístico William Deming, “não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende e não há sucesso no que não se gerencia”.

Ou seja: se você trabalha em uma loja virtual, por exemplo, é imprescindível monitorar a flutuação de indicadores de performance (KPIs), como taxa de abandono de carrinho, velocidade de resposta de seu site, tempo de resolução de problemas, Net Promoter Score (NPS), entre uma infinidade de métricas que podem ser vistas no Google Analytics.

Por incrível que pareça, muitos empreendedores do setor de e-commerce ignoram esses referenciais, mas uma gestão “intuitiva” costuma resultar em falência. Portanto, não abra mão da vantagem tecnológica que você pode ter com o gerenciamento eletrônico dos rumos de sua empresa.

5. Treinamento da equipe para atuação estratégica com a ajuda da tecnologia

Será que sua companhia está preparada para lidar com o oceano de dados de ERPs, CRMs, soluções de Business Intelligence etc.? Não adianta, por exemplo, ter um ERP para integrar as informações entre todos os departamentos e reduzir erros de inserção manual de dados se os funcionários continuam alimentando o sistema “à moda antiga”, concorda?

Da mesma forma, a melhor solução em Big Data do mercado pode não ser útil se não houver quem consiga interpretar as informações geradas. O mesmo vale para a certificação digital, que, se implantada, não deve conviver com os métodos tradicionais de assinaturas.

Com isso, o ideal é que, concomitantemente às implementações realizadas visando à aquisição de vantagem tecnológica, seja organizado um programa de conscientização, com campanhas de endomarketing, palestras e reuniões interdepartamentais. Mostre a cada colaborador como tirar proveito das tecnologias inseridas no processo de transformação digital de sua empresa.

Gostou de saber mais sobre a importância da vantagem tecnológica? Siga-nos nas redes sociais (FacebookTwitterLinkedIn e YouTube) para ter acesso a dicas e conteúdos exclusivos sobre gestão empresarial eficiente, contabilidade digital, empreendedorismo e muito mais!

Notícias relacionadas:

Nenhum comentário | Comente

 

Os comentários estão encerrados.