VALID Certificadora
13\10\2017

Vale a pena ter um certificado digital gratuito no site da sua empresa?

O certificado digital é uma garantia de segurança e de privacidade para as operações de um negócio pela internet. Ele garante que invasores não cheguem a servidores e a dados nem interceptem mensagens e transações. Mas, para que tudo isso aconteça, o certificado digital deve ser de qualidade.

Mesmo assim, para não ter custos, algumas pessoas preferem um certificado digital gratuito. Porém, além de não ser algo tão poderoso quanto o pago, geralmente não dá suporte técnico e não conta com outras funções importantes.

Veja, a seguir, por que é melhor investir em uma solução paga, abrangente e mais segura.

O que é um certificado digital para sites?

A vantagem mais notável é o cadeado de segurança (na guia do navegador, ao lado do endereço da página) que garante a segurança do site. Mas esse não é o único benefício: uma das funcionalidades mais importantes, e que não pode ser vista, é o certificado de segurança SSL (sigla do protocolo secure socket layer).

A criptografia assegura que o endereço eletrônico esteja prevenido contra arquivos nocivos e invasores e funciona como uma barreira nas informações trocadas entre usuários e servidores.

O protocolo serve para movimentação de dados na internet com sigilo, uma troca restrita a pessoas e máquinas identificadas. E, mesmo que um invasor consiga transpor essa segurança e chegar às informações, não conseguirá utilizá-las por não ser habilitado nem ter o conteúdo com a codificação traduzida.

Quais são as funcionalidades do certificado digital gratuito?

Geralmente, esse tipo de solução oferece apenas a criptografia em poucos bits, mas isso não se traduz em total segurança. Afinal, um certificado básico de 256 bits é muito menos eficaz do que um de 2.048 bits, por exemplo. Vale lembrar que todos eles têm compatibilidade com a maioria dos navegadores de internet.

Por que um certificado SSL pago é a melhor opção?

Como acabamos de ver, a criptografia com mais bits é mais segura, o que é tipico em soluções pagas. Mas há outros benefícios, como o suporte técnico de profissionais da empresa fornecedora — o que dá tranquilidade ao negócio de ter solução para qualquer problema relativo à segurança do site ou ao funcionamento do certificado.

Auxílio em geração de CSR

Antes mesmo da geração do certificado, é necessário que um documento de texto criptografado (certificate signing request, a solicitação de assinatura de certificado) seja criado pelo servidor do site ou pelo administrador contendo os dados de solicitação da ferramenta. Isso pode gerar transtorno ou dificuldades, e, ao contrário dos servidores pagos, os fornecedores gratuitos não auxiliam em relação a esse assunto.

Compatibilidade

A compatibilidade dessa modalidade com navegadores é universal — o que garante um ambiente seguro em qualquer navegação —, e ainda há um selo de segurança fornecido pela prestadora estampado no layout das páginas.

Certificados SSL EV

Essa é outra vantagem da segurança que exige investimento, e nenhum certificado digital gratuito consegue chegar a tal de nível de eficiência — até porque a liberação da autoridade certificadora para o seu uso é muito mais minuciosa.

A sigla EV significa extended validation (validação estendida), e se trata de um recurso que funciona como o SSL comum, porém, de maneira mais poderosa. Criado para coibir fraudes, o SSL EV faz a barra de endereços aparecer na cor verde, com:

  • o nome da empresa;
  • um ícone de segurança;
  • e o nome do proprietário da certificação.

Assim, é possível identificar mais facilmente a originalidade de um site, uma vez que a clonagem é um crime muito praticado.

Potencialização do ranqueamento nas buscas do Google

A autenticidade e a segurança são quesitos que o Google leva em conta para o ranqueamento de páginas nas pesquisas dos usuários. E até nisso um bom certificado pode ajudar, pois, além da segurança tradicional, a ferramenta certifica também a autenticidade e a propriedade do endereço.

Verificação de malware

Os provedores gratuitos não possuem escaneamento para detecção de softwares maliciosos que causam danos e que roubam dados, sobretudo em frequência diária. E são um grande risco a sites, principalmente quando os seus clientes fornecem dados pessoais e bancários. Com uma solução completa, existe uma prevenção contra esse tipo de perigo.

Como o certificado pago funciona?

Em uma via de mão dupla, 2 chaves garantem proteção de tudo o que passa pelo site e pelo servidor de hospedagem:

  • a chave pública codifica as informações;
  • enquanto a chave privada as decodifica.

Elas encontram-se no arquivo de certificação, instalado dentro do servidor de hospedagem. Assim, os navegadores — protegidos pelo certificado em todas as visitas ao site — se conectam ao servidor.

Vale lembrar que cada sessão é única, com os dados sendo movimentados entre as 2 chaves. Por isso, as informações não podem ser vistas nem decifrados em forma de conteúdo autorizado para quem esteja alheio a elas, isto é, um usuário não autorizado.

E o gratuito?

A solução gratuita atua da mesma forma, porém, as suas barreiras são mais facilmente transpostas. E a codificação das informações por suas chaves não é tão eficiente e não tem tanto potencial de proteção de usuários e servidores.

Além disso, não contam com o apoio de outras ferramentas de prevenção para os mais diversos riscos ou autenticação avançada para transmitir sensação de ambiente seguro aos internautas.

Quais empresas necessitam de um certificado SSL?

Podemos dizer que todas as empresas que têm um site precisam de um certificados SSL, porque, de algum forma, qualquer endereço terá conteúdo e algum tipo de dado confidencial. Além disso, todo empreendimento quer autenticidade assegurada e transmissão de confiança para os seus visitantes.

Aquelas empresas que têm ferramenta de login e que solicitam dados de clientes — como e-commerces — necessitam ainda mais de um certificado SSL. Pense bem: diariamente hackers tentam clonar cartões de crédito de consumidores virtuais.

Você pensou que o certificado digital seria uma boa saída pelo fato de não exigir investimento? Bem, agora sabe que não é bem assim e que há, sim, um retorno relevante na solução paga. Tem dúvidas sobre certificação de algum tipo para a sua empresa? Então deixe um comentário!

Notícias relacionadas:

Nenhum comentário | Comente

 

Os comentários estão encerrados.