VALID Certificadora
20\10\2016

O que é balanço patrimonial?

O que é balanço patrimonial?

A resposta para a dúvida sobre o que é balanço patrimonial é relativamente simples, mas deixa claro a sua grande importância. Basicamente, o documento mostra como está a situação da empresa, levando em conta dados históricos de ativo e passivo.

Além de quantificar informações da organização, o relatório também classifica qualitativamente o negócio e pode auxiliar os gestores na tomada de decisões, servindo como base.

Os balanços oficiais são emitidos a cada encerramento de exercício. Por isso, geralmente, o período abrangido é de um ano, mas é possível segmentar datas conforme o necessário para obter um demonstrativo confiável de determinado período.

Acompanhe-nos agora pelos conceitos e componentes do documento. Tire suas dúvidas e domine os quesitos desse importante diagnóstico interno empresarial.

Quais são os elementos que o integram?

Dois grupos da contabilidade — ativo e passivo —, extremamente influentes na realidade financeira de um empreendimento, são expostos no relatório, além do patrimônio líquido, apurado juntamente.

O ativo engloba os bens e direitos da empresa, como veículos, caixa e contas a receber. O passivo diz respeito às obrigações, geralmente contas mensais, impostos, fornecedores e folha de pagamento a pagar.

O patrimônio líquido é calculado na diferença entre os valores do ativo e do passivo, tendo de ser um resultado positivo.

Subgrupos do ativo

Os bens e direitos dividem-se basicamente em três classificações menores: circulante, realizável a longo prazo e permanente.

O primeiro refere-se ao que pode ser convertido em dinheiro no curto prazo ou já significa a posse dele, como o caixa. O segundo diz respeito a direitos que convertem-se em valores tangíveis no longo prazo, para o próximo exercício. E a categoria permanente compreende bens, como máquinas, equipamentos, imóveis e veículos.

Subgrupos do passivo

As obrigações possuem uma bifurcação simplificada, que nos leva à circulante e à exigível a longo prazo.

O passivo circulante exibe pagamentos corriqueiros, como salários, impostos e fornecedores. O outro subgrupo está relacionado aos débitos a serem quitados no ano seguinte ao do balanço patrimonial que é visto.

Patrimônio líquido

Não é colocado como subgrupo do balanço e não tem lugar de destaque nem é separado dos demais grupos. O número fica listado entre as contas do passivo, para que este tenha total igual ao valor do ativo, como deve ser o documento.

Também, tecnicamente, o patrimônio é devido aos sócios — tornando-se uma obrigação da organização para com os acionistas.

Como é elaborado?

Em termos, o documento não é feito. Ele apenas é emitido, como resultado da escrituração das movimentações financeiras de um período.

Quando o gestor ou contador opta por cálculo e impressão do balanço patrimonial em seu software, o programa de contabilidade e gestão reúne as informações ali digitadas e importadas e fornece o resultado. Entretanto, para que a demonstração obtida esteja correta e seja confiável, os lançamentos e fechamentos mensais devem ter sido conferidos. O balancete precisa ser emitido mensalmente para a conferência, pois mostra ativo e passivo com histórico de movimentação e saldos.

A contabilidade está correta e as demonstrações podem ser utilizadas se os balancetes tiverem saldos fechados nas operações e se os valores totais de ativo e passivo forem iguais.

Qual é a diferença para o demonstrativo de resultado do exercício?

A dúvida é pertinente e até mesmo comum. A resposta é que a diferença principal é a natureza: patrimonial no balanço e econômica no DRE.

O demonstrativo de resultado anual é composto por receitas, custos, despesas e lucro. Este último resultado não tem a ver com o patrimônio, pois não leva em conta o histórico da empresa e seus bens e direitos.

O que é balanço patrimonial auditado?

As auditorias em livros contábeis ocorrem sempre após o encerramento de exercícios, com a escrituração de todo um ano concluída. Em geral, não há alterações no balanço após a auditoria, mas é possível mudar dados caso haja necessidade.

Quando auditados, documentos da contabilidade são conferidos por contadores, e quesitos como atendimento a normas de registro, exatidão, cumprimento de leis e legalidade de ações e movimentações financeiras são confirmados. Os profissionais podem realizar auditorias internas nos próprios softwares de gestão e contabilidade, assinando o processo com certificado digital.

Para que serve o balanço?

São muitas as utilidades. A primeira é o cumprimento de uma obrigatoriedade que abrange todas as empresas, com exceção dos microempreendedores individuais. Numerosas outras — importantes para a continuidade dos negócios — são percebidas.

Melhor visão de resultados integrados

Outras demonstrações contábeis podem mostrar R$ 100 mil de lucro líquido em um ano, mas a mesma situação com tal resultado pode significar apenas R$ 35 mil de sobra no exercício, por conta de prejuízos no passado e uso de recursos para conserto de rombos.

O balanço leva em conta o histórico, como outros documentos não fazem. E o patrimônio líquido contido ali é fruto de operações e ocorrências com abrangência total das atividades.

Tomada de decisões no planejamento e na gestão

É diferente ter friamente R$ 1 milhão em direitos e ter ciência de R$ 200 mil no curto prazo e R$ 800 mil no longo prazo. Sabendo disso detalhadamente, o gestor pode frear investimentos e despesas ou perceber a possibilidade de investir antes do que pretendia. Tudo depende do diagnóstico fornecido pelo relatório.

Avaliação do valor de um negócio

Muita gente não sabe, mas uma das formas de calcular o quanto vale uma empresa é por meio do balanço patrimonial. É muito simples: basta ver o número do patrimônio líquido. Ele quantifica um empreendimento na forma patrimonial de estimativa, mas o método só é usado em pagamento de percentual a sócio que deixa o negócio, pois não leva em conta o faturamento futuro.

Comparação de resultados

Com balanços patrimoniais de anos diferentes e ordenados, é possível que contador e empresário constatem o crescimento ocorrido com o passar do tempo. Pode-se verificar se bons resultados impactaram da mesma forma no patrimônio ou foram bem geridos.

Além disso, pode-se averiguar — pela característica histórica — a recuperação de situações ruins, o aumento de patrimônio e o sucesso em diminuição de despesas fixas anualmente. Há muito mais possibilidades em relação às oferecidas por outras demonstrações contábeis.

Você viu o que é balanço patrimonial, importância, influência e pontos detalhados acerca dele. Percebeu como ele impacta no negócio que você gerencia ou constatou alguma oportunidade na utilização do documento? Compartilhe com a gente nos comentários.

 

Notícias relacionadas:

Nenhum comentário | Comente

 

Os comentários estão encerrados.